Salada de abobrinha crua da Bela Gil

segunda-feira, 23 de janeiro de 2017

Descobri minha forma preferida de comer abobrinha - é esta salada da Bela Gil. Calma, antes que você torça o nariz só porque não gosta das substituições pouco usuais da moça, saiba que essa salada não tem nada de diferentão. É só abobrinha e ervas frescas, temperadas com um molho simples de limão, azeite, sal e um toque de pimenta.

Mas é um sonho. É crocante sem ser dura, é levinha, saborosa até não mais poder. Eu como quase metade dela enquanto estou terminando de preparar (contei que é facílima de preparar?). Mas, se você conseguir se conter melhor do que eu, esta salada pode acompanhar uma omelete numa refeição leve, pode ser servida sobre fatias de pão italiano torrado... e pode ser só uma saladinha companheira do tomate e da alface, né?

Faça aí na sua casa. Você não vai se arrepender.

Salada de abobrinha da Bela Gil
Receita daqui

Ingredientes:

2 abobrinhas
1/4 de xícara de cebolinha picada
2 colheres (sopa) de orégano fresco
3 colheres (sopa) de manjericão picado
3 colheres (sopa) de azeite de oliva
Suco de 1 limão
Sal - umas 4 pitadas
Uma pitada de pimenta-caiena ou de pimenta-do-reino moída

Modo de preparo:

Corte as abobrinhas em fatias finas com o auxílio da mandolina (tem que ficar fino mesmo - em torno de 1,5 mm). Acomode-as em uma tigela média e salpique um pouco de sal (3 pitadas), misturando delicadamente para espalhar por toda a superfície. Deixe descansar por 15 a 30 minutos.

Enquanto isso, aproveite desfolhar o orégano e picar a cebolinha e o manjericão.

Pegue porções da abobrinha e esprema bem com as mãos, tomando cuidado para não rasgar as fatias. Vai soltar bastante líquido - descarte-o.

Acomode a abobrinha novamente na tigela. Junte as ervas frescas, o azeite, o suco de limão e a pimenta-caiena e misture delicadamente (eu sugiro que você o faça com as mãos para não maltratar a abobrinha). Prove e retifique o sal, se necessário.

Sirva em seguida. Mas não tem drama maior se não consumir tudo no mesmo dia - ela fica boa pra ser consumida no dia seguinte (só as ervas que podem ficar menos vistosas, mas o sabor é igual).

Um comentário:

Cristina disse...

Provavelmente eu iria torcer o nariz, mas vc me convenceu, vou provar.
Boa semana.

Printfriendly